Buscar
  • SionneauBrasil&Portugal

F5 (Li Gou) e a depressão por candidose crônica polissistêmica


A candidose crônica polissistêmica (CCPS) é, a meu ver, uma causa bastante moderna de depressão. Ela consiste de uma proliferação crônica de candida albicans por todo o corpo. Esta proliferação atinge, sobretudo, os seguintes sistemas:

• Sistema digestivo: aftas, candídiase oral, distensão abdominal, dor intestinal, prurido anal, problemas de trânsito intestinal...

• Sistema urogenital: vaginite, micose vaginal, cistite de repetição …

• Sistema endócrino: problemas menstruais, dismenorréias, TPM, desejo por açucar …

• Sistema nervoso: depressão mental, ciclotimia, irritabilidade, dificuldades de concentração, perdas de memória …

• Sistema imunitário: alergias, deficiência imunitária, doenças auto-imunes …

• Sistema cutâneo: prurido, psoríase, eczema seco, acne, erupções, urticária …

A isto deve-se acrescentar os sintomas gerais que são muito frequentes: fadiga crônica, perda de força física, sensação de mal-estar geral, diminuição da libido. No meu ponto de vista, o ponto chave para se ter certeza do diagnóstico é a presença de candida em qualquer lugar do corpo. Os principais locais onde ela se manifesta são: vagina, ânus, vias urinárias, dedos dos pés, unhas, língua, boca, garganta, nariz, pele.

Fatores que favorecem a proliferação da candida albicans

1- Tratamentos com antibióticos (em particular as tetraciclinas e penicilina).

2- Tratamentos com corticóides.

3- Tratamentos com hormônios sintéticos

4- Gestação

5- Pílula contraceptiva

6- Quimioterapia no tratamento de cancer, radioterapia

7- Alimentação rica em açucares rápidos, pães e álcool

8- Estresse emocional

A vida moderna muito estressante por questões familiares e profissionais, uso de pílula contraceptiva e uma alimentação frequentemente voltada aos açucares rápidos, explica o alto número de mulheres atingidas pela CCPS.

Diagnóstico da depressão por CCPS

Para que possamos diagnosticar uma depressão mental por CCPS, devemos ter reunido os seguintes pontos:

• Depressão mental ou humor depressivo (quase permanente ou persistente) e/ou ciclotimia ou acesso de choro e se deprime sem razão justificável. As características dos sinais psíquicos são extremamente semelhantes àquelas da síndrome depressiva (Yu Zheng) ou da depressão-histérica (Zang Zao) por sobrepressão do Fígado(1) (ver a obra « Comprendre et traiter la dépression mentale en médecine chinoise »)

• Depressão mental crônica que resiste ou que responde mal aos tratamentos habituais.

• Fadiga crônica (intelectual ou psíquica), possível esgotamento.

• Uma manifestação de candida albicans. Os principais locais, fora do intestino grosso: vagina (leucorréias, irritações vaginais, pruido, sensação de queimação …), ânus (prurido, exudação, sensação de queimação, vemelhidão), dedos dos pés ou das mãos (frieira) língua (glossite, sapinho), boca (candidíase oral, sapinho...), pele (psoríase, prurido...).

• Problemas digestivos: distensão abdominal. gazes intestinais, frequente alternância entre constipação e diarréia (fezes líquidas), inapetência, distensão epigástrica pós prandial …

De maneira mais variável, podemos ter também :

• Síndrome pré menstrual [nos casos, principalmente, onde a depressão « crônica » é agravada antes da menstruação]

• Cistite de repetição.

• Diminuição da libido.

• Problemas de concentração e de memorização, problema de sono apesar da fadiga

Esta lista não exclui todas as outras possibilidades patológicas induzidas por uma CCPS, como os resfriados frequentes, diversos tipos de alergias (mas que são recentes e a produtos que antes, aparentemente, não provocavam problemas), aversão a certos odores (tabaco, perfume forte, essências, sabões …), doenças auto-imunes, etc. No entanto, esta lista corresponde ao que me parece mais constante e frequente nos nossos pacientes.

A síndrome chave deste tipo de depressão é, a meu ver, a desarmonia Fígado-Baço com Umidade -Calor, Vazio de Sangue do Coração e do Fígado e/ou Vazio de Yin dos Rins e/ou estagnação de alimentos e/ou estase de Sangue. Esta base pode ser complicada por mucosidade e/ou Vazio de Yang dos Rins. Atenção, isto não é nenhum delírio: é muito, muito frequente ver mulheres depressivas tendo 4, 5, 6 ou até mais síndromes emaranhadas. Isto é mais frequente na prática clínica de que uma simples sobrepressão do Fígado isolada. Basta observar atentamente seus próprios pacientes para chegar à mesma constatação.

Ressaltemos que em medicina ocidental nem sempre é fácil diagnosticar a CCPS. Na verdade, a sintomatologia é tão diversificada, que raramente ela leva o praticante a pensar em candida albicans. Se desejarmos completar o diagnóstico chinês, é possível utilizar o famoso questionário do Dr William Crook (2) que é empregado através do mundo inteiro e que me parece bastante confiável. Este questionário, obviamente, permitirá estar seguro do diagnóstico de candida albicans, no entanto, não dará o diagnóstico diferencial chinês. Este último permanece essencial e incontornável se você deseja curar, de forma profunda e radical, o(a) paciente. Desta forma, não podemos esquecer os fatores que predispoem a proliferação da candida albicans :

Causas e mecanismos da proliferação da candida albicans

O desequilíbrio da flora intestinal está ligado, frequentemente, ao uso abusivo de antibióticos. Não somente sob a forma de medicamentos, mas também, em quantidade não negligenciável, na maioria das carnes e laticínios que nós consumimos. Estas substâncias fazem desaparecer uma grande quantidade de "boas" bactérias intestinais favorecendo, assim, o desenvolvimento anormal de alguns fungos e outras micoses da flora, rompendo o equilíbrio. Mesmo as pessoas que se recusam a consumir antibióticos quando estão doentes, não estão protegidas. Ao comermos carnes de animais confinados, como aves, carne de vaca, carne suína, carneiro, etc., nós ingerimos insidiosamente pequenas quantidades de antibióticos, constantemente, durante anos. Isto tende à 1: desequilibrar nossa flora intestinal - 2: tornar ineficaz alguns antibióticos - 3: provocar alergias aos antibióticos. Além disso, de acordo com a Medicina Chinesa os antibióticos são amargos e frios, duas características que tendem a lesar o Qi do Baço. Deve-se observar que outros medicamentos frios como aqueles para úlcera estomacal tem o mesmo efeito sobre o Baço e a flora intestinal.

Podemos, em seguida, citar a influência hormonal. A proliferação micótica também é favorecida por alguns hormônios, o que explica porque a candida albicans se multiplica durante a segunda fase do ciclo menstrual e durante a gestação, impulsionada pela progesterona. De fato, as candidas albicans possuem receptores de membrana que fixam a progesterona provocando problemas por excesso de foliculina(3). Assim, a hormonioterapia e o uso de cortocóides favorecem a proliferação de micoses. A progesterona é de natureza Yang, ela aquece o Yang dos Rins. Um consumo excessivo pode agitar o Fogo Ministro e tende a transformar o acúmulo de umidade em Umidade-Calor ou, então, toda estagnação de Qi (de origem emocional) em estagnação de Calor. Os corticoesteróides são mornos, picantes e dispersantes. Eles transformam o Jing em Yang Qi para expulsar os Perversos. Isto tendem a lesar o Yin, a tornar o Yang hiperativo e a transformar a umidade em Umidade-Calor. Enfim, os estrogenios são de natureza Yin. Eles nutrem o Jing. Tomados em grande quantidade, provocam acúmulo de Umidade e, até, Mucosidade.

A alimentação é o terceiro fator de desequilíbrio da flora intestinal, em particular, o consumo excessivo de açucar. Nunca na história da humanidade, o Homem consumiu tanto açucar. Este consumo é uma aberração e tem nutrido os fungos e outras leveduras que adoram açucares rápidos. O doce, em pequena quantidade, reforça o Baço, em grande quantidade, enfraquece o Baço, gerando Umidade. Quando esta Umidade se acumula obstrui a circulação de Qi que, por sua vez, se estagna e, com o passar do tempo, se transforma em Calor, induzindo a Umidade-Calor.

A diminuição das secreções digestivas (principalmente sucos gástricos, enzimas pancreáticas, bile) também favorecem o desenvolvimento da candida e, sobretudo, sua migração para fora das vias intestinais. Além disso, a carência de enzimas pancreáticas induz uma digestão parcial de algumas proteínas, o que está na origem de alguns problemas como alergias alimentares ou outros metabólitos tóxicos. Em medicina chinesa, as secreções digestivas correspondem às funções de transporte/transformação do Baço/Estomago. Em caso de deficiência em Terra, estes sucos não são mais produzidos suficientemente e as micoses não são mais controladas. Isto significa que os alimentos estagnam, não são corretamente transformados e que a Umidade se desenvolve, se transforma em Calor e se acumula pelo corpo todo.

Outro fato importante é que a carência de alguns nutrientes essenciais como a vitamina A ou B6, selênio, magnésio, ferro, ácido fólico, ácidos graxos polinsaturados, também favorecem o desenvolvimento de algumas micoses. A que correspondem os nutrientes em medicina chinesa? Simplesmente ao Jing dos alimentos, ao Qi e ao Sangue do Baço, produzidos a partir da transformação dos alimentos. Um Vazio de Baço, favorece uma carência de Qi, Sangue e Jing. Todas essas deficiências podem gerar um desregulamento de todos os Zang Fu, das energias defensiva e nutritiva, dos tecidos, etc…

As toxinas liberadas pelas micoses são absorvidas pelos intestinos e migram para o sangue. Quando o corpo funciona corretamente, o Fígado filtra o sangue. Quando este orgão não funciona corretamente, as toxinas são eliminadas por outras vias: por exemplo, pela pele, pela menstruação, etc … provocando problemas como psoríase, TPM... Este tipo de problema pode indicar falha de filtragem do Fígado. Seu mau funcionamento tem parte ativa nas consequências de uma proliferação de toxinas das micoses no sangue. Em medicina chinesa, não falamos propriamente na função de depuração do sangue, dizemos que ele tem uma função de drenagem. Na verdade, este desequilíbrio do fígado é mais em comparação com a estagnação do Qi do Fígado, que não consegue mais manter uma circulação fluida de Qi e de sangue no organismo Então, o que constatamos na síndrome CCPS ? Os problemas de humor estão muito próximos daqueles da sobrepressão do Fígado. Não esqueçamos, também, que o Fígado armazena boa parte do Sangue e o libera em função das necessidades do organismo. Isto demonstra uma ligação a mais entre Sangue e Fígado. Portanto, se as toxinas provenientes da candida albicans não são bem filtradas pelo fígado, elas favorecem a CCPS produzindo principalmente, na ótica que nos interessa aqui, os problemas psicológicos do tipo sobrepressão do Fígado.

Em resumo, o desequilíbrio da flora intestinal com proliferação da candida albicans implica em vazio do Baço, sobrepressão do Fígado, umidade-calor e, eventualmente, vazio do Yang dos Rins, estagnação de alimentos, mucosidade, vazio de Yin e vazio de Sangue. Ao que se parece este emaranhado de síndromes senão ao cenário do Fogo Yin de Li Dong Yuan ?

Finalmente, não esqueçamos o seguinte: Ao se observar a natureza, podemos facilmente ver que os fungos proliferam em terreno úmido e, de preferência, quente. Por outro lado, que eles se desenvolvem em indivíduos fracos, deficientes, tal qual parasitas que se desenvolvem em uma árvore doente e enfraquecida. Assim, o bolor se multiplica, sobretudo, sobre os dejetos ou sobre o que está morto. Sob um outro angulo, estas observações nos mostram os mecanismos em jogo: O Vazio de Zheng Qi (neste caso, Vazio de Baço), um Perverso (neste caso, a Umidade que produz um ambiente aconchegante ao Gu Chong) e os dejetos (a estagnação de alimentos e de fezes nos intestinos).

Tratar a depressão por CCPS com Acupuntura

A acupuntura pode se revelar útil para melhorar alguns sintomas: sentimento depressivo, fadiga, insônia, dor abdominal, TPM, alterações de trânsito intestinal, etc. Mas para se ter uma ação profunda e não somente sintomática, é necessário colocar em prática uma estratégia adaptada. De acordo com Heiner Fruehauf (4), a doença chinesa que mais se aproxima destas formas de proliferação micótica patogênica seria os Gu Chong/parasita Gu (ou ainda Gu Zhang/distensão do Gu, Gu Du/toxina do Gu). Estes parasitas de natureza invisível seriam a origem de doenças crônicas difíceis de tratar, cujas múltiplas facetas atingem diferentes sistemas, com sintomas muito diversos e emaranhados, implicando numa mistura de várias síndromes.

Durante minhas pesquisas, eu encontrei uma combinação de pontos de acupuntura que é perfeitamente adaptada ao tratamento dos Gu Zhang. Ela foi extraída da obra Zhen Jiu Da Cheng (5) (Compêndio de acupuntura e moxabustão) e indicada para tratar os Gu Zhang. A explicação desta combinação e as modificações são pessoais, só a composição da fórmula e sua indicação vem do clássico.

Gu Zhang Fang : TA 6 (Zhi Gou), IG 4 (He Gu), IG 11 (Qu Chi), VC 9 (Shui Fen), E 36 (Zu San Li), Ba 6 (San Yin Jiao), F 2 (Xing Jian), E 44 (Nei Ting)

Explicação da fórmula:

E 36 (Zu San Li) e Ba 6 (San Yin Jiao) reforçam o baço e aumentam o Qi. Além disso, E 36 (Zu San Li), em associação com VC 9 (Shui Fen) e Ba 6 (San Yin Jiao), previne o acúmulo de umidade, em particular no estomago e nos intestinos, no aquecedor médio e inferior. Por fim, E 36 (Zu San Li) previne a produção de mucosidade. É um dos pontos chave para mucosidade. Ba6 (San Yin Jiao) ativa o sangue e previne as estases de sangue, em particular, em associação com IG 4 (He Gu) com o qual constitui uma fórmula chave para mobilizar o Qi e o sangue do corpo inteiro.

F 2 (Xing Jian) e TA 6 (Zhi Gou) dispersam o fígado, eliminam a sobrepressão, clareiam o fígado e a vesícula biliar, eliminam a umidade-calor especialmente no eixo madeira e Shao Yang. Ao drenar a plenitude da madeira, eles permitem um melhor funcionamento da terra, favorecem a harmonia entre o fígado e o baço. Além disso, F 2 (Xing Jian) elimina umidade-calor e os parasitas (Chong) do canal do fígado, em particular da região genital. É um ponto chave para tratar as micoses vaginais. Além disso, é o ponto do canal do fígado mais potente para tratar múltiplas formas de problemas psíquicos, de acordo com os grandes clássicos de acupuntura. TA 6 (Zhi Gou) permite uma melhor circulação de água na via das águas (ou seja, nos três aquecedores) evitando acúmulos de umidade, especialmente se associado à VC 9 (Shui Fen). Favorece a evacuação das fezes, espcialmente se associado à IG 4 (He Gu) e E 44 (Nei Ting), que impede a estagnação de Qi e, também, de alimentos no estomago e intestino grosso, evitando a produção de calor e de umidade-calor. Enfim, TA 6 (Zhi Gou) drena os acúmulos nos hipocôndrios: fogo, Qi, sangue, mucosidade... especialmente se associado à F 2 (Xing Jian).

Já IG 4 (He Gu), IG 11 (Qu Chi) e E 44 (Nei Ting) clareiam o calor do Yang Ming. A proliferação do Gu Zhang, neste caso, é devida ao vazio do baço que favorece o acúmulo de umidade que, ao longo do tempo, vai se associar ao calor do fígado decorrente da sobrepressão. Os parasitas se instalam num ambiente de umidade-calor. Estes três pontos permitem eliminar este calor e, mais precisamente, esta umidade-calor quando estão associados à VC 9 (Shui Fen), nas vísceras do Yang Ming : estomago [é o papel específico de E 44 (Nei Ting)] e intestino grosso [é papel específico de IG 4 (He Gu) e IG 11 (Qu Chi)]. Além disso, IG 4 (He Gu) mobiliza o Qi, IG 11 (Qu Chi) elimina umidade (calor) da superfície tratando os reumatismos (Bi) e E 44 (Nei Ting) drena o fogo interno que agita o Shen.

VC 9 (Shui Fen) como acabamos de ver repetidamente, permite favorecer a eliminação da umidade turva, em particular quando associado a E 36 (Zu San Li) e TA 6 (Zhi Gou), ou a umidade-calor, quando associado à E 44 (Nei Ting).

Modificações:

• Em caso de depressão mental, acrescentar PC 5 (Jian Shi) e VG 24 (Shen Ting).

• Em caso de pensamentos obssessivos, ruminações, pesadelos, acrescentar Ba 5 (Shang Qiu).

• Em caso de insônia, acrescentar Ba 1 (Yin Bai) e An Mian (HM 1).

• Em caso de fadiga intensa, acrescentar Ba 3 (Tai Bai).

• Em caso de candida albicans vaginal, acrescentar F 5 (Li Gou) e ou F 1 (Da Dun).

• Em caso de candida albicans anal, acrescentar VG 1 (Chang Qiang) e/ou B 57 (Cheng Shan).

• Em caso de candida albicans nos dedos dos pés, acrescentar Ba Feng (HM 2).

• Em caso de candida albicans nos dedos das mãos, acrescentar Ba Xie (HM 3).

• Em caso de candida albicans na boca ou língua, acrescentar VC 24 (Cheng Jiang), VG 26 (Ren Zhong).

• Em caso de candida albicans na pele, acrescentar Ba 10 (Xue Hai), VG 10 (Ling Tai).

• Em caso de distensão abdominal, gas

es intestinais, dores abdominais, acrescentar E 25 (Tian Shu).

• Em caso de alternância entre constipação/diarréia, acrescentar VC 10 (Xia Wan), E 25 (Tian Shu).

• Em caso de distensão epigástrica pós prandial e/ou inapetência, acrescentar VC 12 (Zhong Wan) e/ou E 21 (Liang Men).

• Em caso de síndrome prémenstrual, acrescentar PC 5 (Jian Shi), Ba 10 (Xue Hai).

• Em caso de cistite de repetição, acrescentar VC 3 (Zhong Ji).

• Em caso de diminuição da libido, acrescentar R 2 (Ran Gu).

• Em caso de problemas de concentração e memorização, dificuldades para dormir apesar da fadiga, acrescentar C 7 (Shen Men).

Na minha prática clínica, após tratar muitos casos de candidose vaginal ou candidose crônica polissistemica, acrescento sistematicamente F 5 (Li Gou) à fórmula do Zhen Jiu Da Cheng. Pois este ponto atua na sobrepressão do fígado, umidade calor, prurido vulvar, leucorréias e sentimento depressivo. É um complemento perfeito do Gu Zhang Fang.

Notas :

(1) https://www.facebook.com/notes/sionneau-brasil/partilhando-conhecimento-cultivando-sabedoria-estagnação-ou-sobrepressão-do-f%C3%ADga/790333584465524/

(2)« The Yeast Connection ». Livre de William G. Crook. Professional Books, 1983.

(3) « Steroid Hormone System Found in Yeast ». Article de David Feldman, tiré de Science magazine, August, 1994.

(4) « Demon of the Body of the Mind : Ancient Chinese Parasitology and the treatment of Gu Syndrome in Modern Clinical Practice ». Article de Heiner Fruehauf, tiré de California Journal of Oriental Medicine, May, 1997.

(5) Obra escrita por Yang Ji Hou (1522-1620) na dinastia Ming e publicada em 1601. Apresenta uma síntese de todo o conhecimento sobre acupuntura e moxbustão desde sua origem até a época emq ue foi escrito. Sua muitas fórmulas e técnicas de agulhamento inspiraram muitas gerações de acupunturistas até os dias de hoje. Yang Ji Hou nasceu numa família de longa tradição médica, mas só tardiamente se interessou pela medicina. No entanto, foi um médico muito respeitado. Quando entrou na academia imperial de medicina sob os Ming, teve acesso a numerosos textos fundamentais, a partir dos quais ele compilou o Zhen Jiu Da Cheng.

Tradução: Sílvia Ferreira

© Copyright Philippe Sionneau

Crédito da Figura: Wellcome Colection


28 visualizações
  • Grey Facebook Icon

​© 2017 Projeto Sionneau Brasil - São Paulo, SP

Layout by Pérola Produções