Buscar
  • SionneauBrasil&Portugal

O COMUNISMO CHINÊS MATOU A VERDADEIRA MEDICINA CHINESA


Esta é uma idéia que sai frequentemente da boca daqueles que geralmente não têm um alto nível de conhecimento nesta área. Não me lembro de ter ouvido Dan Bensk, Nigel Wiseman, Craig Mitchell ou mesmo Bob Flaws dizerem tamanho disparate.

Certamente que a medicina ocidental e mais exatamente o modelo cultural ocidental e, em particular, o americano influenciaram a organização da medicina chinesa, na China. É evidente que ela não é mais a mesma daquela da Antiquidade, que já era diferente daquela praticada na era Tang, Song, Ming ou mesmo Qing. Cada época possuiu seu estilo. Cada época influencia suas artes, sua ciência, suas modas, suas tendências sociais e sua medicina. No entanto, na base, a essência da medicina chinesa manteve-se a mesma, apoiada sobre os mesmos grandes princípios promulgados principalmente pelo Nei Jing (Clássico de Medicina Interna), Nan Jing (Clássico das Dificuldades), Zhen Ji Yi Jing (Clássico do ABC da acupuntura e moxibustão), Shen Nong Ben Cao o Jing (Matéria Médica de Shen Nong) e Shang Han Lun (Tratado das lesões do Frio)1. E isto é verdade até hoje em dia.

Mesmo se uma corrente na China mistura medicina oriental e ocidental, uma outra utiliza exclusivamente a metodologia e a matriz de pensamento do sistema médico tradicional. É evidente que o modelo cultural americano e europeu modificou a maneira como é transmitido o ensinamento no País do Meio. Mas é preciso chamar a atenção para que, apesar destas evoluções modernas, a pertinência, a virtuosidade, a experiência das correntes familiares , individuais e ancestrais são constantemente reverenciados. Apesar de algumas transformações contemporâneas, persiste uma corrente tradicional muito forte que ao invés de ser negada, é valorizada.

Para todos aqueles que caluniam o estilo da "China Pop", gostaria de lembrar uma verdade: O Maoísmo não enfraqueceu a medicina chinesa, ele a salvou. Para compreender isto devemos fazer uma breve recapitulação histórica. Antes da chegada da medicina ocidental na China no final do século 19, a medicina era simplesmente nomeada "Yi" (医 / 醫). Naquela época e bem antes, ela coexistia com outros sistemas de cura: xamanismo e práticas médicas religiosas (wu巫ou zhù祝). As fronteiras entre estas diferentes abordagens não eram sempre claras. Houve uma influência mútua entre estas maneiras de abordar as terapias.

No entanto, é historicamente comprovado que na época das Primaveras e Outonos (770-476 AC), a medicina "Yi" ( 医) tornou-se uma área professional diferente das correntes espiritualistas e xamanicas. Tornou-se oficialmente a medicina dos Imperadores e dos Estados, embora os outros sistemas de cura ainda se mantivessem ativos. Como entre nós, a hegemonia da medicina científica não fez desaparecer os curandeiros e outros práticos. Portanto, se quisermos respeitar a história e sermos abertos, a medicina chinesa tem na realidade um pouco menos de 3000 anos, ainda que ela tenha sido elaborada a partir de práticas mais antigas. Ainda assim, considerar 3000 anos já é bem generoso, porque nós sabemos que a bíblia da medicina chinesa, o Nei Jing (Clássico de Medicina Interna), foi terminado, revisado e estruturado sob a Dinastia Han (206 a.c. - 220 d.c.). É nesta mesma época que os cinco movimentos, tal como nós os conhecemos hoje, foram amadurecidos e claramente associados às teorias do Yin e Yang, que constituem a matriz fundamental, a língua base da medicina chinesa. Esta evolução é refletida nas últimas revisões do Nei Jing (Clássica de Medicina Interna).

E finalmente, neste mesmo momento, o colossal Zhang Zhòng Jing compõe o Shang Hán Bing Lùn 伤寒杂病论 (Tratado das lesões do frio e das doenças diversas). Em outras palavras, o sistema médico chinês perfeitamente organizado e "finalizado" não tem mais que 2000 anos de existência.

A medicina "Yi" (医 / 醫) veio da escola de pensamento "Huang Lao黄老" aquela do I Ching (Clássico das Mudanças), com o desenvolvimento de teorias fundamentais tais como Yin Yang, cinco movimentos e Qi. Busca uma racionalidade, explicando as doenças e a cura como processos naturais , abandonando toda a idéia sobrenatural, mágica ou religiosa. É um pouco da medicina "científica" da época! Esta corrente é que é a ancestral daquela que chamamos Medicina Tradicional Chinesa, mas que deveríamos simplesmente chamar Medicina Chinesa: "Zhong Yi" (中医 / 中醫) zhong 中 significando China ou chinês, yi 医 significando medicina.

Com o advento em 1949 da República Popular da China, ocorreu un efeito convulsionante na profissão tanto a nível de ensino como da prática. Para melhor compreender esta mudança, é preciso relembrar o que se passava antes deste momento crucial. Segundo os historiadores, um pouco antes deste período, a medicina chinesa estava morrendo. Os nacionalistas e os republicanos após 1912 tentaram fazê-la desaparecer através da lei. Na verdade, o objetivo era eliminar os símbolos ligados ao antigo regime Imperial para substituir por uma abordagem científica e ocidental. A medicina chinesa deveria, então, ser substituída pela medicina moderna. Este foi um período difícil e complicado para a medicina "Yi" (医).

LeiaMais


123 visualizações
  • Grey Facebook Icon

​© 2017 Projeto Sionneau Brasil - São Paulo, SP

Layout by Pérola Produções