Buscar
  • Philippe Sionneau

FITOTERAPIA CHINESA MODERNA PARA DISMENORRÉIA*


Contrariamente àquilo que alguns gostariam de nos fazer acreditar, a medicina chinesa mantém sua tradição viva e ativa. De fato, existe uma verdadeira corrente de inovação, de criatividade que se apóia cada vez mais sobre os clássicos para melhor compreender e se adaptar às necessidades do homem moderno. Estes praticantes, estes pesquisadores, desenvolveram um grande número de novas fórmulas que graças à sua eficácia podem e poderão servir a muitos pacientes.

O que se segue tenta ser um testemunho da maneira pela qual os chineses utilizam sua medicina tradicional em nossa época moderna. Assim, as prescrições apresentadas nesta série de artigos são baseadas na experiência clínica do médicos contemporâneos e todas foram comprovadas na prática clínica. Elas estão na linha de frente das pesquisa médica chinesa e são reconhecidas como tal. Para escrever estes artigos, eu me inspirei particularmente em dois livros.

O primeiro se intitula "Zhong Yi Zhi Liao Xian Dai Nan Bing Ji Cheng" (Síntese dos tratamentos de medicina chinesa para as doenças difíceis de nossa época moderna) escrito por Zhang Ren. Como seu título evoca, apresenta uma síntese inteligente do poder terapêutico que a medicina chinesa dispõe para tratar patologias "modernas". Ao final de cada problema estudado, são apresentadas fórmulas de invenção recente que comprovaram sua eficácia. É este tipo de livro que me faz pensar que a medicina chinesa nunca esteve tão "performática". A segunda obra de referência é "Shi Yong Yi Xiao Yan Fang Da Quan" (tratado prático das novas e eficazes fórmulas em medicina chinesa) de Yang Jing Hai.

Trata-se de uma compilação de artigos retirados das melhores revistas médicas chinesas que apresentam regularmente os trabalhos e resultados clínicos de praticantes importantes. Eu não inventei nem modifiquei nenhuma fórmula e todas são reconhecidamente eficazes.

Os comentários são, às vezes, inspirados pelos próprios artigos, mas o mais frequente, são pessoais. Porque geralmente as explicações das revistas médicas chinesas me parecem "chinesas demais" ou insuficientes demais para que o leitor ocidental compreenda o mecanismo sútil ou o interesse das fórmulas. Por outro lado, eu quis nesta sessão exprimir minhas idéias, minha experiência concernente à prática da farmacopéia chinesa.

Xuan Ling Tang (Decocção de Rhizoma Corydalis e Feces Trogopterori Seu Pteromi)

Ingredientes: Rhizoma Corydalis Yanhusuo (Yan Hu Suo), 10-30g, (cu zhi) Feces Trogopterori Seu Pteromi (Wu Ling Zhi), 10-30g, Radix Albus Paeoniae Lactiflorae (Bai Shao), 10-30g, Radix Angelicae Sinensis (Dang Gui), 10-20g, Radix Ligustici Wallichii (Chuan Xiong), 10-20g, Radix Glycyrrhizae (Gan Cao), 10-20g

Modo de Usar:Decocção. Fazer duas decocções por dia com todos os ingredientes. Fazer o tratamento 5 dias antes da menstruação. Funções :Ativa o sangue e dispersa as estagnações Desobstrui e favorece os vasos sanguíneos Indicações :Dismenorréia devida à estagnação de sangue

Modificações: Em caso de estagnação de sangue por estagnação de Qi com dor e distensão do baixo ventre antes e durante a menstruação, dor pungente agravada por pressão, coágulos, distensão das mamas, acrescentar Radix Bupleuri (Chai Hu), 6g, Rhizoma Cyperi Rotundi (Xiang Fu), 12g, Semen Pruni Persicae (Tao Ren), 12g.

Em caso de estagnação de sangue por coagulação do frio com dor e sensação de frio no baixo ventre e durante a menstruação, sangue de cor pálida, membros frios..., acrescentar Folium Artemisiae Argyi (Ai Ye), 10g, Fructus Evodiae Rutecarpae (Wu Zhu Yu), 3g, Fructus Foeniculi Vulgaris (Xiao Hui Xiang), 10g.

Em caso de estagnação de sangue por calor no sangue com dor pungente no baixo ventre antes da menstruação, sangue menstrual vermelho vivo e abundante, boca seca, sede…, acrescentar Cortex Radicis Moutan (Dan Pi), 12g, Fructus Gardeniae Jasminoidis (Zhi Zi), 12g, Radix Scutellariae Baicalensis (Huang Qin), 10g.

Em caso de estagnação de sangue por deficiência de Qi com dor surda, que aparece durante ou após a menstruação, sangue menstrual pálido, pouco abundante ou, ao contrário muito abundante, vertigem, palpitações cardíacas, compleição e lábios pálidos, acrescentar Radix Astragali Membranacei (Huang Qi), 15g, Radix Codonopsitis Pilosulae (Dang Shen), 12g, Radix Rehmanniae Praeparata (Shu Di), 15g.

Comentários:

Tal como se apresenta, esta fórmula se destina essencialmente às manifestações (Biao): a estagnação de sangue provocando a dor. De fato, com exceção de Gan Cao e de Bai Shao que cessam a dor atenuando as tensões (ação anti-espasmódica), todas as outras ervas ativam o sangue, transformando a estagnação e cessando a dor eficazmente. Se desejarmos uma ação exclusiva sobre a dor, podemos utilizar a prescrição tal como ela está. Se quisermos trabalhar mais profundamente sobre a raiz (Ben), deveremos integrar as modificações abaixo descritas na fórmula original, mas mantendo a idéia de que a dismenorréia implica de uma maneira ou de outra uma estagnação de sangue. Utilizamos, então, os seguintes princípios terapêuticos: “se dispersamos algo, então ele circula”, “se aquecemos algo, ele circula”, “se clareamos algo, ele circula” e “se tonificamos algo, ele circula”. O tratamento de base deve se estender por 10 dias antes da menstruação, no mínimo por 3 ciclos.

*Artigo publicado na revista médica chinesa de Shang Hai (Shang Hai Zhong Yi Yao Za Zhi) - 1986, n°11. Autor : Dr Yang Xi Nian.

Tradução: Silvia Ferreira

© Copyright Philippe Sionneau


71 visualizações
  • Grey Facebook Icon

​© 2017 Projeto Sionneau Brasil - São Paulo, SP

Layout by Pérola Produções